Avery inaugura fábrica na China

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/05/2018
Instalação tem linha de revestimentos mais avançadas do mundo

Instalação tem linha de revestimentos mais avançadas do mundo

A Avery Dennison, fabricante de películas adesivas, inaugurou uma fábrica dedicada a emulsão e hot melt, na província de Jiangsu, China.

O empreendimento multimilionário, que demorou 18 meses para ser criado, conta com uma linha de revestimentos e áreas de acabamento e armazém, instaladas em uma planta com 14.000 metros quadrados.

Criada para expandir a capacidade de produção da Avery Dennison, a nova fábrica incorpora a mais avançada tecnologia de processos da empresa, além de conter uma das linhas de revestimento de adesivos sensíveis à pressão mais automatizadas e eficientes do setor.

Ao otimizar tanto o desempenho ambiental quanto a eficiência energética, a instalação recebeu a certificação LEED Silver, da LEED (Leadership in Energy and Environmental Design). A fábrica também possui certificações de qualidade ISO 9000, ISO 14000, RoHS, FSC e OSAS.

Fonte: Avery



Signs Nordeste 2014 promoverá seminários

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 29/09/2014

Confira a programação completa dos eventos

Confira a programação completa dos eventos

A terceira edição da feira Signs Nordeste, que será realizada entre os dias 14 e 17 de outubro de 2014, no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza (CE), contará com dois eventos paralelos voltados a empresários e profissionais da serigrafia e impressão digital.

Entre os destaques da programação estão o III Seminário Norte Nordeste para a Indústria Gráfica e Digital e o 15º Fórum Acrílico, que acontece pela primeira vez na região Nordeste e é realizado em parceria com o Indac (Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico).

As palestras serão realizadas durante os quatro dias da feira. A participação é gratuita e as inscrições deverão ser feitas durante o evento. Confira a programação completa.

Fonte: Signs Nordeste



Kornit apresenta nova impressora têxtil industrial

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/07/2016
Vulcan pode estampar 250 peças por hora

Vulcan pode estampar 250 peças por hora

A fabricante Kornit lançará oficialmente a Vulcan, impressora digital para estamparia têxtil, entre os dias 11 e 29 de julho, em sua fábrica nos EUA, durante um open house dedicado a clientes interessados em customizações em massa executadas por equipamentos direct-to-garment (DTG).

O protótipo da Vulcan foi apresentado aos visitantes da feira ITMA 2015. Depois de receber aperfeiçoamentos, a máquina passará a ser comercializada a partir do terceiro trimestre de 2016.

Segundo a empresa, a Vulcan é capaz de produzir 250 peças por hora (roupas claras ou escuras) e de rivalizar com a serigrafia em produções de médios e grandes volumes, pois opera em alta velocidade em função de suas 60 cabeças de impressão com sistema de recirculação de tinta.

Com configuração de seis cores e branco, a máquina emprega o processo patenteado NeoPigment e tintas originais à base d’água, que podem estampar em uma variedade de fibras naturais, sintéticas e mistas. Os insumos serão vendidos em garrafas de 4 litros. Após a impressão, as peças de vestuário são curadas com um secador de ar quente.

Também de acordo com a Kornit, a Vulcan, quando comparada a outros sistemas da própria Kornit, pode reduzir o custo por impressão em até 40%. Além disso, atende trabalhos com peças de várias dimensões, mas com tamanho máximo de 70cm x 100cm. Ela também possui um método novo de transporte de vestuário para o processo de impressão.

Rich Thompson, diretor de marketing da Kornit, declarou: “Trabalhamos continuamente para melhorar o ponto de equilíbrio entre os métodos de impressão analógicos e digitais. Com custo de consumo de tinta drasticamente reduzido, a Vulcan compete com carrosséis serigráficos, não apenas em pequenas tiragens, mas também para médias e grandes. Além disso, ela possibilita a confecção de peças de qualidade, com impressões fotorrealistas e dados variáveis. Em essência, a Vulcan é uma tecnologia inovadora na qual estamparias e serigrafias deveriam se interessar”.

Fonte: Kornit