Antalis acrescentou sete opções de mídias da linha Coala WallDesign

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/08/2017
Mídias são indicadas para quem busca facilidade na instalação e remoção de imagens em paredes

Mídias são indicadas para quem busca facilidade na instalação e remoção de imagens em paredes

A Antalis, fornecedora de mídias para comunicação visual, anunciou a expansão da linha Coala WallDesign, composta por substratos para decoração de paredes em escritórios e ambientes domésticos. Ao acrescentar sete opções, a série atualmente conta com 10 tipos de acabamentos: fosco suave, areia, areia fina, fibra, canvas, fine canvas, estuque, couro, escova e gesso. As mídias podem ser aplicadas a seco e removidas sem dificuldades, o que facilita a atualização frequente das imagens nas superfícies.

A linha Coala WallDesign também incorpora o Coala WallDesign P, papel de parede semifosco, livre de PVC e reciclável. Antes de aplicá-lo, é necessário mergulhá-lo em banho-maria para ativar sua cola.

Compatível com impressoras de grande formato solvente, látex e UV, a linha Coala WallDesign é indicada para quem busca autenticidade na reprodução de pinturas, fotografias e imagens. Os substratos atendem requisitos de resistência ao fogo, solidez da luz e capacidade de lavagem.

Fonte: Antalis



Sinalização digital e realidade aumentada contra o racismo

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/11/2018
Instalação foi usada para arrecadar fundos para instituição

Instalação foi usada para arrecadar fundos para instituição

O Centro Norueguês contra o Racismo, sediado em Lillestrom, busca de muitas maneiras combater a discriminação racial na Noruega. Recentemente, a organização fez uma parceria com a JCDecaux Norway e promoveu uma campanha para arrecadar fundos que empregou sinalização digital e realidade aumentada.

A JCDecaux Norway implantou uma instalação ao ar livre que apresentava um vídeo de um grupo de supremacistas brancos marchando em direção aos pedestres. O grupo bradava em norueguês: “Branco e livre! Não dominem o nosso país”. Muitos usavam máscaras para esconder seus rostos. O vídeo mostrava pessoas com bastões em punho, prontos para bater contra a tela.

Um lado da tela apresentava um terminal integrado de pagamento, que pedia aos espectadores uma doação de dinheiro para interromper o vídeo. Quando a doação era realizada, os supremacistas brancos pararam de falar e o display mostrava a mensagem de “Obrigado”.

O objetivo da campanha era arrecadar dinheiro para o Centro Norueguês Contra o Racismo, que perdeu sua principal fonte de financiamento.

Confia abaixo a campanha antirracismo no vídeo:



X-Rite e ColorPartner criam solução de cores para inkjet industrial

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 05/09/2017
Solução combina espectrofotômetro e tabela de medição de cores

Solução combina espectrofotômetro e tabela de medição de cores

As fabricantes X-Rite e ColorPartner uniram forças para ajudar a otimizar o gerenciamento de cores em aplicações inkjet industriais. Em parceria, as empresas criaram uma solução que combina a tabela de medição automática de cor ColorScout A+ e o espectrofotômetro de esfera Ci6x, que permite a avaliação precisa de cores em metais, madeiras, plásticos, cerâmica, entre outros substratos. A solução acomoda materiais com até 515mm × 310mm e até 30mm de espessura. É ideal para medir cores em superfícies que não trabalham bem com um espectrofotômetro 45/0.

Por ser um espectrofotômetro de esfera, o Ci64 pode mede com precisão superfícies lisas, foscas, reflexivas e irregulares comumente usadas em aplicações industriais inkjet. A integração com os RIPs por meio do software SDK, da X-Rite, permitirá melhor calibração e análise de cores das soluções industriais de impressão inkjet.

Alicia Libucha, relações públicas da X-Rite, declarou: “A tecnologia inkjet permite imprimir em uma ampla variedade de materiais, abrindo novas oportunidades para empresas em diversos mercados, e elas não podem errar na reprodução das cores. A solução Ci6x/ColorScout A+ elimina esses erros, o que garante menos desperdícios e aumenta a lucratividade”.

Fonte: X-Rite