Alphaprint passa a vender lonas Sihl

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/09/2014

Mídias da Sihl passam a ser distribuídas pela Alphaprint no Brasil

Mídias da Sihl passam a ser distribuídas pela Alphaprint no Brasil

A Alphaprint, fornecedora de mídias e equipamentos para impressão digital, passou a comercializar lonas da marca Sihl. Segundo a empresa, os substratos são super-resistentes, flexíveis e estão disponíveis em acabamento fosco, brilhante, extrabrilhante, frontlit e blockout.

Disponíveis em diversos tamanhos e gramaturas, os materiais são indicados para a impressão digital solvente e látex de peças como banners, outdoors e painéis.

A Alphaprint também vende outros consumíveis para impressão digital e comunicação visual.

Fonte: Alphaprint



Zünd e SA International fecham parceria

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 09/08/2015
Máquinas da linha Zünd G3 incorporaram software EnRoute Pro

Máquinas da linha Zünd G3 incorporaram software EnRoute Pro

A SA International, desenvolvedora de softwares, criou a versão “Zünd Edition” do EnRoute Pro, aplicativo específico para acabamento e gravação. A nova edição do programa suporta equipamentos da linha Zünd G3, composta por mesas de corte.

Segundo a empresa, o EnRoute Pro Zünd Edition oferece ferramentas para a criação rápida e fácil de efeitos exclusivos, como texturização de desenhos 3D. Outra opção do programa é a Smart Toolpathing, para nesting, vetorização e verificação de saída.

Pete Alsten, gerente de produto da Zünd America, declarou: “Graças à cooperação com a SA International, os clientes podem utilizar nossos sistemas de corte para novas oportunidades e negócios de sinalização”.

Em 2008, a Zünd lançou a série G3, com mesas de corte para trabalhos de acabamento em mídias rígidas e flexíveis. O emprego da nova versão do software EnRoute Pro aumenta a capacidade produtiva dos equipamentos.

Fonte: Large Format Review



Cientista europeu cria processo para recuperar cabeças de impressão

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 16/01/2013

Um cientista europeu afirma ter descoberto um novo processo de recuperação para cabeças de impressão entupidas. Com a novidade, as peças que seriam descartadas, ganhariam uma nova chance.

"É certo que nós, na Europa, criamos o primeiro processo deste tipo. Desenvolvi um químico capaz de remover a tinta de forma a não causar degradações nas cabeças de impressão", revelou Phil Keenan, atual diretor da Camscience, e com passagens em empresas como a HP e a Xennia.

Com sua tecnologia atualmente utilizada por empresas como HP, Ricoh e outras que usam cabeças para disparo de tinta UV, Keenan pretende expandir os negócios, atingindo outras marcas como Mimaki e Roland. Segundo o cientista, a novidade é capaz de restaurar as peças a fim de fazê-las trabalharem como novas, evitando que sejam enviadas para aterros.

Keenan disse ao site britânico SignLink como funciona o químico: "Ele provoca uma separação entre a tinta UV curada e as superfícies da cabeça de impressão. Usando solventes leves e surfactantes, o químico quebra a tinta em partículas tão finas que são facilmente removidas", explicou.

É esperar para ver se o produto chega ao Brasil e, principalmente, se cumpre com o esperado.

reaproveitar cabeça de impressão

O cientista Phil Keenan afirma ter desenvolvido químico que reaproveita cabeças de impressão já gastas

Fonte: SignLink. Texto: InfoSign