Alltak lança removedor de resíduos de cola de vinis adesivos

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 28/09/2016
Material ajuda a deixar as superfícies limpas e sem resíduos

Material ajuda a deixar as superfícies limpas e sem resíduos

A Alltak, fornecedora nacional de vinis adesivos, anunciou um novo produto específico para remoção de resíduos de colas deixadas nas superfícies que receberam aplicação de vinis adesivos.

Segundo a empresa, o material foi lançado após muitas pesquisas, nas quais foi identificada a necessidade de um produto que ajudasse os profissionais de envelopamento de carros. Baseada nisso, a Alltak desenvolveu a solução que remove resíduos de cola e também faz a limpeza das superfícies. Para utilizar o produto, a fornecedora recomenda os seguintes passos:

  • Aplique o removedor sobre a superfície;
  • Deixe agir por aproximadamente um minuto;
  • Com uma espátula e um papel toalha, remova os resíduos de cola;
  • Finalize com um pano limpo e álcool.

Fonte: Alltak



Sensient anuncia nova linha de tintas sublimáticas

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/01/2019
Opala ElvaJet SB foi desenvolvida para cabeças Epson

Opala ElvaJet SB foi desenvolvida para cabeças Epson

A fabricante Sensient Imaging Technologies anunciou no mercado internacional o lançamento da ElvaJet Opal SB, linha de tintas sublimáticas indicadas para cabeças Epson de baixa viscosidade.

Certificada pela Eco Passport para OEKO-TEX, a ElvaJet Opal SB, segundo e fabricante, oferece operação simples, manutenção mínima e tempo de impressão maximizado.

As tintas de sublimação da família ElvaJet Opal são projetadas e fabricadas em Morges, na Suíça. Os insumos são indicados para estampar artigos de moda, vestuário esportivo, sinalização, entre outros.

Simon Daplyn, gerente de marketing da divisão de tintas da Sensient, declarou: “Testes no mercado mostram que economias significativas de tinta podem ser alcançadas por clientes que usam a ElvaJet Opal SB”.

Fonte: Sensient



Influência da temperatura na instalação de vinis adesivos

Por Eduardo Yamashita em 28/07/2015
Artigo técnico aborda a influência da temperatura na aplicação de vinis adesivos

Artigo técnico aborda a influência da temperatura na aplicação de vinis adesivos

Todo vinil adesivo sofre influência de temperatura. O frio extremo pode afetar o desempenho do filme de PVC e dificultar a instalação. Por outro lado, o calor extremo pode tornar o adesivo muito agressivo. Portanto, ao instalar imagens de vinil no Pará ou Rio Grande do Sul, em janeiro ou junho, é preciso enfrentar alguns desafios ambientais. Quais são os riscos? E como saber quando está muito frio para a instalação planejada?

Em ambientes muito frios

A baixa temperatura do ambiente ou da superfície reduz a plasticidade do filme de PVC, o que pode roubar sua capacidade de se conformar a uma superfície curva ou ligeiramente texturizada. No entanto, não haverá problema se a superfície de aplicação for lisa e plana. Em outras palavras, a elongação do filme de PVC diminui, deixando-o mais quebradiço.

Mas conformação é apenas parte do problema. O vinil mais conformável do mundo só vai ficar parado (adesivado) se o adesivo trabalhar. Em temperaturas abaixo da mínima, o adesivo torna-se tão frágil que não se molda à superfície. Se estiver perto da temperatura mínima da superfície, o filme pode aderir, mas não vai se relacionar bem o suficiente para tornar-se permanente. Isso poderia causar falha adesiva após a entrega ao cliente.

Qual a temperatura ideal para evitar o fracasso das aplicações? Depende. Cada vinil é diferente, mas em geral a temperatura mínima varia entre 4ºC e 7ºC para vinis cast e entre 8ºC e 10ºC para calandrados. Para ter certeza dos valores ideais, consulte sempre os dados publicados pelos fabricantes.

Falhas de aplicação podem acontecer caso não seja levada em consideração a temperatura como fator de influência durante a instalação de vinis adesivos
Falhas de aplicação podem acontecer caso não seja levada em consideração a temperatura como fator de influência durante a instalação de vinis adesivos

Intemperismo e armazenamento

Ao armazenar vinis em local separado do espaço de trabalho, é preciso adaptá-los à temperatura do ambiente antes da aplicação. Se estiver 22ºC em sua mesa e 3ºC na área de armazenamento, o vinil pode não estar pronto para o trabalho. Logo, será necessário aquecer a mídia para que fique entre 20ºC e 25ºC. Esse procedimento também é válido para fitas adesivas, filmes de laminação e outros materiais autoadesivos.

Entretanto, se o seu vinil está quente e será instalado em um veículo em uma garagem com a temperatura mais baixa, será necessário aquecer a superfície antes da instalação. A temperatura da superfície é tão importante quanto a do próprio vinil.

Lembre-se que, geralmente, leva alguns dias para o adesivo curar na superfície. Então, se você tem de instalar vinis em clima frio, faça-o em local climatizado. Além disso, tente organizar o ambiente para manter a superfície recém-decorada ou o veículo por alguns dias (mínimo de dois dias) descansando antes de liberá-lo para o cliente.

Agora você sabe que “depende” é a resposta para a questão “é quente o suficiente para instalar o vinil?”.

Este artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos
Este artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos