Agfa lançará impressora UV Anapurna H2500i LED na Drupa 2016

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 19/05/2016
Anapurna H2500i LED vem equipada com ferramentas que otimizam a produção

Anapurna H2500i LED vem equipada com ferramentas que otimizam a produção

A Agfa, fabricante de produtos gráficos, estará presente na Drupa 2016, feira que ocorre entre os dias 31 de maio e 10 de junho, na Alemanha. Durante o evento, a empresa pretende lançar a Anapurna H2500i LED, impressora UV híbrida indicada para birôs, gráficas digitais, laboratórios de fotografia e serigrafias de médio porte.

Com 2,5m de largura e conjunto de seis cores, o equipamento inclui ferramenta de aplicação de tinta branca como cor especial ou impressão de fundo em mídias transparentes para instalações backlit. Confira as principais características técnicas da impressora:

Lâmpadas LED

Equipada com lâmpadas LED de 16 watt/cm² refrigeradas por ar, a Anapurna H2500i produz menos calor e pode imprimir em um número maior de mídias, sobretudo em substratos mais sensíveis, como o estireno. Além de consumirem menos energia do que lâmpadas de mercúrio, os LEDs não precisam pré-aquecer nem passar por esfriamento.

Willy Van Dromme, gerente de marketing da área de sistemas de grande formato da Agfa Graphics, declarou: “As lâmpadas de mercúrio costumam durar cerca de mil horas de operação. Já a lâmpada LED dura praticamente o mesmo tempo de vida útil da impressora, ou seja, cinco anos. Além disso, a saída de energia permanece constante ao longo do tempo operacional dos LEDs, o que é um elemento importante na manutenção das qualidades físicas da impressão em relação à adesão, por exemplo”.

Alimentação de substratos

Em função do acionamento de correia reforçada e do feixe de transporte, a Anapurna H2500i LED oferece maior precisão no posicionamento dos pontos que compõem as imagens. Além disso, impressora pode empregar um alimentador automático opcional, para aumentar a produtividade. Trata-se de uma mesa que oferece automatização na impressão de grandes volumes de mídias de pequeno formato (até cinco placas podem ser impressas em paralelo).

Segundo a empresa, o carregamento de mídias é suave e preciso em função dos recursos automatizados, como a barra de registro e o ajuste de altura da cabeça. Já o sistema de vácuo controlado automaticamente, com quatro zonas, proporciona um vácuo uniforme durante o processo de impressão.

Sistema de impressão

Anapurna H2500i LED emprega cabeças que disparam gotas de 12 picolitros, o que garante a reprodução de cores sólidas, textos finos com 4 pontos e baixo consumo de tinta.

Durante a produção, pode-se monitorar os níveis de tinta por meio de um sistema dedicado a essa finalidade. A tinta branca é gerenciada por outro sistema separado, que inclui circulação, regulação por pressão e limpeza. Além disso, o tanque da tinta branca é equipado com um mecanismo de agitação que mantém o insumo adequadamente misturado.

Ferramentas técnicas

Além das ferramentas apresentadas acima, a Anapurna H2500i LED contém barra de posicionamento automático para registro de substratos rígidos, sensores de segurança de transporte para evitar que as cabeças toquem os substratos, barras de ionização para remover cargas eletrostáticas sobre o substrato e touchscreen e servidor bitmap interno com um HD de 1TB.

Fonte: Agfa



Durst revela nova tecnologia P5

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/02/2018
Impressoras Durst P5 são indicadas para altas tiragens

Impressoras Durst P5 são indicadas para altas tiragens

A fabricante Durst revelou a P5, plataforma de impressoras digitais de grande formato que incluirá os modelos P5 250HS, 200HS, 320 e 200.

O primeiro a ser lançado é o P5 250HS, que começará a ser comercializado em abril. Segundo a empresa, a impressora é baseada na P10 250HS e pode trabalhar na velocidade de até 240m2/h e resolução máxima de 1200dpi (com gotas de tinta de 5 picolitros). A máquina é indicada para produção de alto volume e peças personalizadas com qualidade offset.

A P5 foi desenvolvida com base em cinco pontos: produtividade, confiabilidade, fluxo de trabalho, versatilidade e qualidade de impressão. Trata-se de uma série de impressoras que empregam matrizes de cabeças desenvolvidas pela Durst, com placas Fujifilm Mems. Além disso, empregam tintas com novas formulações, possuem um novo sistema de transporte de mídias e incorporam o software Durst Symphony, que inclui nova interface touchscreen, conjunto de aplicativos de fluxo de trabalho e plataforma de análise para manutenção preventiva e dados detalhados sobre os consumos da máquina.

A Durst também lançou a Omet XJet, solução híbrida para os mercados de etiquetas e embalagens.

Fonte: Durst



SPGPrints anuncia impressora digital têxtil para médios volumes

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 19/05/2016
Javelin será demonstrada na feira ITM 2016

Javelin será demonstrada na feira ITM 2016

A fabricante SPGPrints anunciou no mercado internacional a Javelin, impressora digital têxtil indicada a empresas de produção com médias tiragens. Desenvolvida para garantir uma produção anual de até dois milhões de metros, a Javelin emprega tecnologia de impressão Archer combinada às tintas reativas Nebula.

De acordo com a empresa, a impressora garante reprodução de imagens com detalhes finos e padrões com geometria e gradações tonais, sobretudo por causa das cabeças de impressão que disparam gotas de tinta com volumes variáveis (entre 2 e 10 picolitros), operam em alta frequência (de 32kHz) e trabalham com resolução de até 1.200 x 1.200dpi.

A máquina emprega um conjunto de cabeças Fujifilm Dimatix Samba incorporado a uma solução de alta precisão, que inclui também eletrônicos especializados e sistema de condicionamento e distribuição de tinta. Esse sistema, chamado de Archer, fica situado 4mm acima da superfície do substrato (outras cabeças distam 1,5mm). Essa distância reduz significativamente o risco de danos. Por isso, a SPGPrints consegue oferecer garantia de dois anos e meio nas cabeças, desde que sejam empregadas também tintas credenciadas.

Jos Notermans, gerente comercial da SPGPrints, declarou: “O lançamento da Javelin alça a impressão digital têxtil ao mainstream. Ela permitirá que empresas menores contem com uma produção digital têxtil, além de abrir mais opções para clientes maiores”.

Fonte: SPGPrints