ABTG promove curso de sublimação em agosto

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/08/2014

Treinamento aborda problemas e soluções de sublimação em diversas mídias

Treinamento aborda problemas e soluções de sublimação em diversas mídias

A ABTG, Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica, realizará no dia 23 de agosto, das 9h às 16h, um curso sobre sublimação digital, cujo objetivo é auxiliar os profissionais da área a encontrar soluções dos problemas de impressão. O conteúdo aborda:

  • teoria de impressão;
  • teoria de sublimação;
  • principais segmentos de sublimação;
  • defeitos;
  • soluções em cada principal segmento.

O curso, que inclui apostila, coffee break e certificado, é ministrado por Cassio Rodrigues, engenheiro com 19 anos de experiência que publicou artigos em revistas especializadas e palestrou em vários eventos pela América Latina.

O treinamento custa R$230,00 (não associados) ou R$190,00 (associados e estudantes) O interessado pode se inscrever pelo site. Para mais informações, entre em contato pelo telefone (11) 2797-6700 ou pelo e-mail digitec@abtg.org.br.

O curso acontece no Auditório ABTG, na rua Bresser, 2315 – Mooca – São Paulo (SP).



Scansystem passa a distribuir scanners da Conex

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 13/03/2018
Fornecedora apresentará scanners de grande formato na Expoprint 2018

Fornecedora apresentará scanners de grande formato na Expoprint 2018

A Scansystem, distribuidora especializada em scanners, estará presente na Expoprint 2018, feira que ocorrerá entre os dias 20 e 24 de março, no Expo Center Norte, São Paulo.

Além de exibir os equipamentos da marca inglesa Colortrac, a empresa levará para o evento os scanners de grande formato da Conex, fabricante dinamarquesa líder de mercado.

Entre os modelos que apresentados na feira, estão o scanner A0 (36 polegadas) IQ QUATTRO 3650, o scanner de mesa formato A2 IQ Flex – ambos da Contex – e o scanner formato A1 (25 polegadas) SmartLF SC 25 Xpress da Colortrac.

Ricardo Monteiro, diretor de vendas da Scansystem Brasil, declarou: “Nosso objetivo é cobrir todas as possibilidades e necessidades de um cliente que precisa de um scanner de grandes formatos. Também aguardamos receber na Expoprint 2018 a visita de possíveis novos revendedores de outros estados, para melhorarmos a cobertura de atendimento comercial e técnico no país”.

Fonte: Expoprint



Adesivação: o que acontece quando o clima está muito frio ou quente

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 11/12/2012

Quando o tempo esfria, os envelopadores devem tomar alguns cuidados para que a adesivação saia como esperado. É sempre muito importante que o veículo esteja limpo. Antes de chegar ao local de adesivação, ele deve ser lavado (apenas com detergente) e desengraxado. Depois, recomenda-se esperar para que o carro seque e esquente. Além disso, procure fazer a instalação em locais fechados onde as temperaturas são mais elevadas.

Veja o que pode acontecer se o vinil for aplicado em locais com temperatura (muito) baixa:

  • A película pode não alongar, já que, logo após aquecê-la, ela vai esfriar;
  • O tack inicial do adesivo pode ser insuficiente para garantir a adesão da película;
  • A umidade pode condensar-se na superfície do veículo, complicando a adesivação;
  • A película pode ficar dura e frágil, e não vai aderir. Se isso acontecer, o adesivador vai, naturalmente, forçar a espátula, para promover a adesão do filme, e isso pode causar danos ao vinil;
  • Em condições muito úmidas, pode ser difícil manter o substrato seco.

Promover um pós-aquecimento também é fundamental para reduzir a tensão do vinil, manter a sua memória e mantê-lo no lugar correto.

ferramenta para adesivação

Para moldar a película, use ferramentas

Dicas para a adesivação em climas quentes

Atente-se quando o clima esquentar demais. Com o calor, o vinil fica mais maleável, o que dificulta o seu reposicionamento. Além disso, ele tende a distorcer e criar rugas.

A temperatura da superfície jamais deve exceder os 40ºC. Verifique as informações sobre temperaturas mínima e máxima dadas nos manuais dos produtos (se o veículo de cor escura estiver submetido a um calor de 32ºC, então a sua superfície pode estar acima dos 70ºC — tome cuidado).

Se a aplicação tiver de ser feita em ambiente externo, tente começar o trabalho o mais cedo possível. Faça o que puder para não deixar o carro sob o sol.

Em um clima quente e úmido, ocorre a condensação pela manhã. A aplicação nessa condição também deve ser evitada.

Artigo técnico originalmente publicado pela 3M dos EUA. Tradução e adaptação: InfoSign