A impressão digital em tecidos como ferramenta para reduzir impactos ambientais

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 23/07/2016
Além das qualidades técnicas e produtivas, a impressão digital têxtil pode ser uma grande ferramenta de sustentabilidade

Além das qualidades técnicas e produtivas, a impressão digital têxtil pode ser uma grande ferramenta de sustentabilidade

Os argumentos para a adoção de tecnologias de impressão digital têxtil são os mesmos usados em outros segmentos: possibilidade de estampar peças sob medida e em curto prazo, personalização e produção sob demanda. Além disso, a impressão digital reduz desperdícios e aumenta o controle sobre custos por minimizar o inventário. Mas há um benefício que parece superar todos os outros: a sustentabilidade.

Depois da agricultura, a produção têxtil é a maior poluidora de água do mundo, por causa sobretudo dos processos de tingimento. O Banco Mundial estima que o setor de tecidos é responsável por mais de 20% da poluição da água industrial. Para se ter uma ideia, de acordo com o governo britânico, a indústria têxtil do Reino Unido produz anualmente 3,1 milhões de toneladas de CO2, 2 milhões de toneladas de resíduos e 70 milhões de toneladas de água.

Fica pior. O tratamento, o tingimento e a lavagem dos tecidos também causam impactos no ar e no solo. Mais de 2 mil produtos químicos, como benzidina, toluidina, amoníaco, cloro e metais pesados são utilizados em vários agentes antiespumantes, corantes, detergentes e branqueadores.

A produção têxtil lida com dezenas de químicos tóxicos, como formaldeído, cloro, chumbo e mercúrio, que são despejados em cursos de água. Nitrogênio e óxidos de enxofre são emitidos de caldeiras, e apesar de os refugos têxteis poderem ser reciclados, grande parte deles acaba sendo direcionada a aterros.

Tecnologias que atenuam os impactos negativos na produção têxtil devem ser bem-vindas, sobretudo por grandes marcas que buscam melhorar seu desempenho socioambiental. A impressão digital é essa tecnologia. Ela é ainda pouco explorada no mercado têxtil. No entanto, está ganhando terreno, sobretudo entre empresas que precisam reduzir estoques e resíduos. Tecnologias como a Kornit Vulcan empregam um processo livre de água e trabalham com fibras naturais, sintéticas e mistas.

A impressão digital está avançando e tornando mais fácil adicionar determinadas características aos tecidos. Além disso, há revestimentos que podem conferir propriedades isolantes ao tecido ao bloquear a radiação infravermelha.

Tecidos podem receber revestimentos que amaciam e repelem insetos, fungos e micróbios, ou para torná-los retardante ao fogo e proteger o usuário de radiação UV. Os tecidos podem ser tratados para repelir sujeira e água ou para serem condutivos ou receber impressão com material fotovoltaico.

Levar essas informações aos grandes players da indústria têxtil deve ser o objetivo de todos os fabricantes de impressão digital têxtil. Devemos aprender com as experiências no setor comercial, o qual levou anos para reconhecer a impressão digital como um concorrente tecnológico válido.

O conhecimento sobre os benefícios da impressão digital nos setores de moda e tecidos ainda é pequeno, e isso tem de mudar.

 

Esse artigo foi escrito por Laurel Brunner e publicado no site da Fespa em 18 de julho de 2016. O Portal InfoSign foi responsável por traduzir e adaptar o texto.



Avery Dennison anuncia o vencedor do Wrap Like a King

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/10/2013

A Avery Dennison, fabricante de películas adesivas, anunciou que um Mercedes Benz SLS63 envelopado com vinil Ultra Matte Red venceu a competição Wrap Like a King.

Responsável pelo projeto, Ara Hakobyan, da Diamond Black Exteriors, comentou a participação: "A competição foi uma ótima maneira de mostrar minhas habilidades e chamar a atenção para a personalização de carros".

Mercedes envelopada com vinl vermelho foi a ganhadora do Wrap Like a King 2013

Mercedes envelopada com vinil vermelho foi a ganhadora do Wrap Like a King 2013

Os outros finalistas da competição atingiram as seguintes colocações:

  • 2º lugar: "Nev-r-ben-done", de Jeremy Dyer;
  • 3º lugar: "Chrome n’ lime", de Jeffrey Chudoff;
  • 4º lugar: "She’s my cherry pie", um projeto de restauração, da Sino Tour.

A Wrap Like a King teve 158 inscrições oriundas da América do Norte. Seis juízes selecionaram 32 finalistas. E depois de quatro rodadas de votação pública, finalmente foram escolhidos os vencedores supracitados. O campeão recebeu 2 mil dólares em dinheiro e uma viagem para a feira Sema 2013.

Paul Roba, gerente técnico da Avery e um dos juízes da competição, declarou: "A inscrições mostraram uma enorme gama de aplicações, de simples mudança de cor a inovações altamente complexas. Foi difícil escolher as melhores".

Fonte: Wrap Like a King



Canon lança impressora de grande formato Océ PlotWave 500

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/08/2014

A Canon, fabricante de impressoras digitais, anunciou o lançamento internacional do Océ PlotWave 500, equipamento para cópia, escaneamento e impressão rápida.

Indicada para profissionais de engenharia, design e CAD, a máquina integra o scanner Océ Express II e a tecnologia exclusiva Radiant Fusing, que aumenta a velocidade do pré-aquecimento da máquina. Segundo a empresa, a tecnologia poupa uma hora de trabalho por dia.

Voltada para o mercado de impressoras técnicas, a PlotWave 500 é Energy Star 2.0 e fabricada com componentes duráveis e resistentes ao desgaste.

PlotWave 500 é indicada para empresas de CAD

PlotWave 500 é indicada para empresas de CAD

Os usuários podem submeter seus trabalhos via Océ Publisher Select ou por meio de aplicativo específico de smartphones e tablets com iOS e Android. Além disso, a máquina vem equipada com o painel Océ ClearConnect, cuja interface simples apresenta funções de visualização que ajudam os usuários a obter impressões mais rápidas e sem erros.

De acordo com a Océ, a impressora é praticamente silenciosa em modo ocioso e gera apenas 52 db (A) de som durante a impressão. Além disso, consome pouca energia graças à tecnologia Océ Radiant Fusing.

Os operadores podem definir as configurações de tarefas pelo painel Océ ClearConnect , pelo driver ou pela mesma ferramenta usada nos sistemas de grande formato da Océ, o que possibilita a criação de um fluxo de trabalho uniforme com outros equipamentos da empresa (Océ PlotWave 750, Océ PlotWave 340/360, Océ ColorWave 650 e Océ ColorWave 300).

Fonte: Canon